segunda-feira 10 de junho de 2019

Bora garantir o futuro dos pequenos?

Categoria(s):

Previdência privada. É uma das primeiras coisas que nós– pelo menos as mamães e papais prevenidos – pensamos quando temos um filho. “Vou começar logo a guardar um dinheirinho para ele”. E faz bem. Pode não ser para comprar um carro quando ele fizer 18 anos, mas que seja para pagar uma faculdade – a gente não sabe se daqui pra lá as universidades federais serão boas opões e sequer sabemos se nossos filhos serão aprovados nelas. Ter um valor legal para bancar o que não sabemos que vem pela frente é, no mínimo, um ótimo pensamento. Mas “guardar” o dinheirinho – ou seja, só colocar na poupança, talvez não seja a palavra. Investir sim. E, pode apostar, você nem imagina o quanto pode fazer seu dinheiro – por menor que seja o valor – render para seus filhos.

Assim que meu primeiro filho nasceu eu fiz uma previdência privada. Vai render legal. Mas depois descobri que, puts, ele pode tirar muito mais disso aqui quando crescer! Pois é, existem vários tipos de investimento e, definitivamente, nós (estou falando das “mães”) achamos que o assunto é tão difícil que acabamos seguindo pelo caminho mais fácil: vamos num banco e fechamos uma previdência. Né isso? Mas, vem cá, você já pensou em fazer um investimento em ações? Peraí, não é nada complicado não. E, sim, esse assunto pode ser muito mais interessante do que você imagina. E, também sim, VOCÊ pode fazer isso facilmente.

Há pouco tempo, o Brasil atingiu a marca de um milhão de pessoas investindo na Bolsa de Valores. Mas apesar do aparente expressivo número, isso ainda representa menos de 2% da população. Enquanto isso, nos EUA mais da metade da população investe em ações. Veja bem, são 160 milhões de investidores. Tem ideia de porque esse índice é tão baixo aqui? Simples: nosso país sempre teve uma cultura de juros bem elevados e os (poucos) poupadores sempre se sentiram mais seguros em depositar seus recursos em renda fixa. Eles pensam assim: “Por que eu vou ‘arriscar’ se posso fazer meu dinheiro render com segurança?”. É por isso que os brasileiros sempre estiveram afastados da bolsa de valores. “É por conta dessa cultura tão enraizada que poucas pessoas sabem que investir em ações pode ser a opção mais rentável e inteligente para se construir um forte patrimônio a longo prazo, gerando retornos muito maiores – bota muito nisso!”, explica Rodrigo Galdino, trader profissional da InvestHub (espacoinvesthub.com.br/ @espacoinvesthub), que atua no mercado de ações há mais de dez anos. “Ok, mas eu não tenho dinheiro para ser um investidor” – é o que você pensa? Outro mito. Pelo mercado fracionário e com corretoras que oferecem taxas cada vez menores, é possível adquirir ações com 500 reais. Ou até menos.

Então pensa nisso, mamãe! Vamos parar de achar que investimento é um assunto que você não entende e que o caminho que parece mais fácil é o melhor. Você pode fazer (muito) mais pelo seu filho! E garantir bem mais que um carro aos 18 anos: o seu futuro profissional.

Faça um Comentário

    Topo