segunda-feira 23 de julho de 2018

Por que ter uma menina?

Categoria(s):

Eu sempre quis uma filha. Tinha até nome: Marina. Aí veio um menino. Depois outro menino. Meu mundo, definitivamente, seria azul. Hoje vejo que eles me completam. Mas essa semana encontrei um texto na internet que talvez explique porque eu desejava uma menina:

“No primeiro dia do casamento, marido e mulher acordaram não abrir a porta para qualquer visita!

No mesmo dia, os pais do marido apareceram para visitá-los.

Bateram a porta. O marido e a mulher entreolharam-se…o marido quis abrir a porta, mas não o fez por causa do acordo. Os pais foram-se embora.

Tempo depois, no mesmo dia, os pais da mulher bateram a porta. Mulher e marido olharam um para o outro, a mulher entre lágrimas afirmou: ‘não posso fazer isso com os meus pais’,e abriu a porta! O marido não disse nada.

Passados anos, tiveram dois rapazes. Depois foram agraciados com a terceira criança: uma menina.

O pai fez uma grande festa para comemorar o nascimento da bebê. Convidou toda a gente.

Espantada, a esposa quis saber o motivo de celebrar com uma festa o nascimento da menina, quando não o fez com os rapazes.

O marido respondeu simplesmente: porque ela é a única que abrirá a porta pra mim!”.

Eu sempre achei que as mães participavam mais da vida das filhas do que dos filhos homens. Sempre achei que as avós maternas tinham mais espaço que as paternas. Mas depois vi que nem seria justo depositar tantas expectativas nas atitudes de uma “filha” que pode fazer suas escolhas diferentes da que eu espero que faça. Mais que isso, vi que aceitar ou não os pais na sua vida depende de valores e não de sexo.

Então, esse post de hoje não é para deixar tristes as mães de meninos. Ao contrário, é para, juntas, lutarmos por uma educação igual para nossos rapazes. Que, lá na frente, eles sejam excelentes maridos – se assim quiserem -, mas que jamais deixem de abrir as portas para seus pais. Porque acredito numa educação sem machismos. Acredito que podemos transmitir aos nossos filhos os melhores valores. E isso independe de eles serem meninos ou meninas.

E entendendo isso, deixo de sonhar com a Marina. Até porque não me vejo mais sem meus dois garotos. E, sim, eles me bastam. E, sim, se ela abriria suas portas para mim, eles também o farão.

Faça um Comentário

    Topo