quarta-feira 03 de Maio de 2017

Horas no avião… fazendo o que?

Categoria(s):

Viajar de avião não é lá o melhor passeio para crianças. Até é no início… aquela sensação de estar dentro do avião, olhar pela janelinha e se ver acima das nuvens. Mas isso passa com vinte minutos. E, dependendo do tempo de viagem, a gente pode estar falando de horas sem ter muito o que fazer para distrair os pequenos. O negócio é se munir de atividades e saber ir dosando durante o tempo de voo.

Essa última viagem que fizemos levou oito horas de avião. Quer dizer, pouco mais de três horas de Recife a São Paulo e, no dia seguinte, oito até Miami, nos EUA. No primeiro trecho deu para passar o tempo só com brincadeiras e joguinhos de celular. Já no voo de oito horas de duração – e era dia, ou seja, colocar para dormir não era a melhor opção – eu comecei com a novidade que ele não conhecia no avião: as telas individuais para assistir aos filmes. Pelo menos um desenho inteiro meu pequeno – de três anos – assistiu. Opa, já fora duas horas aí!

Antes de mais nada, vale lembrar que com a pressão no ouvido nos momentos de decolagem e pouso, muitas crianças ficam irritadas. A gente sabe como aliviar esse desconforto, mas elas não, principalmente os mais bebezinhos. Nesse caso, ofereça água para que a criança engula e não sinta o incômodo no ouvido. Para quem tem bebês muito novinhos, é bom se informar sobre os berços que se oferecem nos aviões. É um alívio para os braços dos pais.

Vale a pena levar no celular os desenhos que seu filho já gosta e conhece, para caso não tenha nenhum no avião que ele se agrade. Joguinhos também são válidos. Mas isso tudo, dependendo do nível de energia da criança – e o meu não é de ficar horas jogando – pode não ser o suficiente. Então, terminando o filme, dei um dinossauro que eu havia comprado justamente para esse momento. O presente veio a calhar. Ele abriu o maior sorriso e brincou com o boneco!

Enjoou da brincadeira? Dei um livro de atividades, desses que a gente compra em bancas de revistas – comprei no aeroporto mesmo. Tinha joguinhos e desenhos para pintar (sim, leve lápis de cor!). Dar uma caminhada até o banheiro também ajuda a desestressar. E não deixa de ser uma novidade conhecer o espaço, como ligar a torneira da pia, enfim, essas coisas que criança sempre gosta.

E assim, o tempo vai passando, você brinca aqui, conversa ali, ele tira um cochilinho em algum momento e, quando você se dá conta, é hora de pousar. E, bora combinar, começar um passeio legal em família já com estresse ninguém merece. E não me venha culpar a criança. Para elas, passar horas num avião fechado sem muito o que fazer também é danado. Então, anota aí as dicas e boa viagem!

1 comentário

Faça um Comentário

    Topo