quarta-feira 27 de janeiro de 2016

O prazer e a importância da leitura 

Categoria(s):
IMG_3243 (1)

Sabe aquela coisa bem tradicional de ler para o filho na cama, na horinha de dormir? Você já chegou lá ou acha que seu filho ainda é muito novinho para entender as histórias? Pois saiba que muito antes de a criança começar a falar, a leitura já pode – e deve – fazer parte de seu cotidiano.

De acordo com a psicopedagoga Lídia Loreto, diretora da escola Baby Mel, a leitura, antes mesmo da familiarização com o livro físico, é importante para os bebês desde o 8º mês de vida. “O livro de histórias oferece mais do que preparar a criança para a alfabetização, é uma atividade cognitiva completa. Tudo pode ser lido (contos, poesias, fábulas, etc). O importante mesmo, o que vale, é o ritmo e a musicalidade”, conta Lidia, lembrando que a leitura é uma necessidade básica e fundamental.

Ok, que a leitura é importante a gente entendeu. Mas, na prática, o que ela realmente pode contribuir para o desenvolvimento da criança? Lidia explica: “Ela provoca a imaginação fértil, o ‘faz de conta’, conquista novas habilidades”. Ou seja, enquanto você está lendo, mamãe, seu filhote está viajando, pensado em mil coisas, acompanhado tudo com a imaginação. É um mundo de criatividade e desenvolvimento.

E outra coisa não menos importante é adequar o tipo de leitura à idade. Se estamos falando de bebezinhos, aqueles que estão na fase oral, que levam tudo à boca, a idade que aprende pelos sentidos, que necessita tocar, sentir, vale oferecer livros com texturas, formas, cores diferentes. A psicopedagoga, que entende muito de educação infantil, lembra: “Tornar-se leitor, mesmo sem saber ler, causa prazer!”.

1 comentário

  • Fátima

    Olá,boa tarde,muito legal! Não sabia que no 8° mês já dava pra introduzir a leitura.
    Obrigada por compartilhar.

Faça um Comentário

    Topo