sexta-feira 13 de Fevereiro de 2015

Vai brincar o carnaval? Cuidado!

Categoria(s): ,

 

Chegou a festa mais alegre do ano! E você, vai levar o pequeno folião? Bem, antes de colocar todos os adereços para mostrar a todos seu filhote fantasiado, lembre-se que é preciso tomar alguns cuidados, tanto com a fantasia quanto com a festa em si.


Quem não acha lindo vestir o meninão de Batman, Bambam, Palhacinho… Ou a menina, de princesa, bailarina, joaninha e tantas outras fantasias para brincar o carnaval? Pois é, mamãe, mas você precisa verificar se a roupinha vai incomodar ou fazer muito calor. O carnaval do Brasil é quente – ainda mais se estiver pelo Nordeste – e tanto adereço pode ser prejudicial para sua criança. Procure roupas com tecido leve e arejado, como o algodão. E, se a criança ainda é um bebê, evite espadas, lanças e objetos pontiagudos, porque podem machucar.

Se o filhote ainda é muito pequeno e não sabe dizer o que está incomodando, é você que tem que perceber se a fantasia coça ou se aperta. Vale vestir uma fantasia linda só para tirar uma foto? Bom, aí vale sim, né? Mas se ela não é muito confortável, logo depois da foto, coloca uma roupinha mais leve. Fica ligada nisso!

Mas ainda assim, veja se é mesmo necessário levar o pequeno para a farra. Nem sempre quando a gente se diverte quer dizer que ele também está achando legal. Se o bebê nem tem seis meses de idade, lembre-se dos risco em locais com muita gente. Ele ainda não tomou todas as vacinas necessárias e pode ficar doente, o que é muito perigoso para a idade. Evite levar seu filho a locais tumultuados ou muito calorentos.

Tem mais, é preciso observar se o som está muito alto ou o sol está forte demais (lembre-se que mesmo com o tempo nublado, a exposição ainda é grande, porque os raios solares atravessam as nuvens). Proteja seu filho com protetor solar e, mesmo assim, evite o calor. E ofereça bastante líquido, de preferência água (se for o caso, leve a garrafinha de água – como na foto acima). E também não deixe de alimentá-lo. Sobre o som, volumes muito altos podem prejudicar a criança, causando lesões sérias à audição, podendo até mesmo chegar ao rompimento do tímpano. Segundo a Organização Mundial de Saúde, há cerca de 280 mil pessoas no mundo com problemas auditivos e cerca de um quarto deles tem início na infância. O mais comum é a criança se irritar e começar a chorar, mas mesmo que isso não ocorra, ela pode passar várias horas com um zumbido no ouvido, o que vai incomodar muito.

Para se ter uma ideia, quando o som está acima de 80dB, a criança pode até apresentar comportamentos mais agressivos. É mais ou menos o som que escutamos em lugares de tráfego constante de veículos. Agora imagina passar com o bebê próximo a um trio elétrico? Nem invente!

A festa de Momo é de muita alegria, mas também estamos muito próximos de pessoas que bebem e que arrumam confusão. Por isso, muita atenção quando se está com criança, heim? Bem, todos os cuidados tomados? Então vá se divertir e mostrar ao filhote a alegria do carnaval!

Faça um Comentário

    Topo