quarta-feira 26 de novembro de 2014

Só quem é mãe…

Categoria(s):

Ninguém sabe quanta coisa a gente faz ao mesmo tempo quando é mãe. Ninguém mesmo, nem o pai da criança, que pode estar ali 24h por dia ao seu lado. Ninguém sabe o turbilhão de sentimentos que brotam aqui dentro. Aquilo que só a gente sabe, só a gente sente. E parece que ninguém nos compreende, ou acha que estamos exagerando quando dizemos que estamos “exaustas”.

Mas, se você é mãe de um bebezinho recém-nascido ou ainda está grávida, a boa notícia é que as coisas melhoram. À medida que o garoto (ou a princesa) cresce, o trabalho vai mudando, mas o cansaço não é o mesmo. Quando alguém diz “você vai ver quando ele começar a andar! Você não vai ter mais sossego!”. Que nada! Não ter sossego é ter que carregar o menino no braço e não poder colocar no chão quando está em um consultório médico. Não ter sossego é acordar a cada duas horas para dar de mamar e passar o resto do dia com as olheiras do tamanho de uma melancia. Quando ele começar a andar, melhora, sim.

Mas esse turbilhão de sentimentos vai continuar aí dentro. Aquele dia de
“ai, não aguento mais” vai continuar existindo. E não exija que as pessoas lhe compreendam. Ninguém vai dimensionar esse seu cansaço. Nem mesmo quem já foi mãe. Afinal – deixa eu te contar uma coisa – as mães esquecem. Quando o tempo passa, a gente é capaz de dizer “até que não eram tão pesados os dias com o recém-nascido…”. Aí você resolve ter outro filho, passa por tudo de novo e lembra “Eram pesados, sim”. Mas faz parte. Toda mãe passa por isso. Vai melhorar, viu? E você vai esquecer.

1 comentário

  • Quando eu digo que tudo está melhor, na medida que ele está crescendo, as pessoas me dizem "quando tiver andando vc não vai ter sossego". Muito bom ver que vc tbm acha que está mais fácil, eu ficou doida pra ele começar a andar. Adorei post. BJu

Faça um Comentário

    Topo