segunda-feira 22 de setembro de 2014

Você também precisa de colo

Categoria(s): ,

Outro dia eu falei aqui no blog o quanto a gente se sente no limite de vez em quando. E tem um parênteses nesse assunto que é tão importante que resolvi falar mais detalhadamente: o seu companheiro no meio dessa história.

Pois é, você não pode se esquecer dele, não o abandone e não descarregue toda a sua exaustão em cima dele! Já fez isso? Vai lá e conversa. Peça a ele compreensão. Até porque você está um caco e também precisa de colo.


Eles não sabem o que a gente passa. Mesmo estando ali ao lado o tempo todo, mesmo nos vendo trabalhando, fazendo a comidinha do filho, trocando fralda, dando de mamar chorando de tanta dor, levando ao pediatra, levantando de madrugada sem ter dormido absolutamente nada ontem, nem antes de ontem… Mesmo que eles também levantem à noite oferecendo mais um braço para a criança, eles não sabem o que a gente passa. Não sabem mesmo! Não entendem o que estamos sentindo, não dimensionam a nossa dor. Não entendem que não estamos falando de cansaço físico, mas de exaustão mental. Não percebem que não é uma questão de levantar à noite com sono, mas da rotina de dia, noite e madrugada, com direito a não se dar ao luxo de respirar porque precisa fazer “não sei o quê” da criança. 


E é por isso que essa relação precisa de diálogo, mamãe. De dizer “senta aqui porque preciso de você, preciso que me compreenda”. E deixe claro que não é só uma questão de precisar da ajuda na trocada de fralda, mas do carinho, do apoio e principalmente do colo. A gente vira mãe e esquece que também precisa disso. Você precisa conversar com esse maridão e fazê-lo enxergar a quantidade de tarefas que você faz por conta do filho. E que, quando a cabeça já não aguenta mais, basta a criança passar uns dias doente, que junta a pena que você fica do filho com a culpa de não ser uma mãe perfeita e aí, tome choro (e seu)!

Converse com ele. Nessas horas ficamos tão “a ponto de bala” que brigar com o marido é uma questão de tempo. Mas não deixe isso acontecer. Faça-o entender que ser mãe é mesmo muito difícil e o apoio dele é fundamental. Entenda que os homens não sabem meeeeeeesmo o que se passa aqui dentro da gente nesse início de carreira de mãe. Então, antes de soltar os cachorros em cima dele, senta lá e conversa. Na boa, na paz. E peça colo. Sim, você precisa!

Faça um Comentário

    Topo