segunda-feira 08 de setembro de 2014

Não aguento mais!

Categoria(s):

Sabe aquele dia que você se sente esgotada e tudo o que queria era zerar tudo e voltar para o útero da sua mãe? Pois é não importa se seu filho é um recém-nascido ou já está bem crescidinho, certamente vai acontecer de, vez por outra, você se pegar dizendo “Estou exausta, no meu limite, não aguento mais isso!”. E dizer isso chorando, sozinha no meio do trânsito ou na frente de um monte de gente. Faz diferença não, o que importa é saber que toda mãe (ou quase toda) passa por isso!

Essa semana uma amiga que tem uma criança prestes a fazer um aninho, me revelou, com a maior cara de cansada, que não está suportando a atual rotina. Sem uma funcionária fixa para as atividades de casa, é ela quem, além de administrar o bebê, cuida de tudo o que o envolve. Tudo. Lava roupa, estende, passa, faz comida, troca fralda, dá banho, lava mais roupa, faz mais comida, organiza a bagunça e troca mais fralda. E aí, basta um dia em que a criança está mais indisposta e bota pra chorar a madrugada toda para seu restinho de paciência descer pelo ralo e você chorar junto.

E quando além desse corre corre, você ainda não está totalmente feliz e satisfeita com outras áreas da vida, como família, saúde, trabalho, conforto, lazer, aí o bicho pega. Você aproveita a hora do seu banho – até porque é, talvez, a única hora que você tem sozinha e sem atividades extras – para cair aos prantos e dizer “não aguento mais”. 

Quando a gente é mãe, aparece tanta atribuição que a gente nem imaginava. Você se sente na obrigação de cuidar da criança, da casa, dos remédios dele quando fica doente, da agenda dele (pediatra, vacinas, hotelzinho ou escola, esportes etc). Você se obrigada a deixar tudo em ordem e, como ainda queria mais do que tem para dar mais conforto a sua família, você se obrigada a trabalhar mais, fazer algo “por fora” e lutar para quem sabe lá na frente ser mais feliz. 

Mas saiba que você não está sozinha nessa. É assim para todas nós. Ser mãe é difícil mesmo. Com o tempo, as coisas melhoram, mas as preocupações e as atribuições não acabam. Por isso você precisa se organizar. Resolva aos poucos o que a incomoda, seja no trabalho, no relacionamento, na saúde. Sua coluna está matando você de dor de tanto carregar o filhote e niná-lo para dormir? Vá ao médico! Procure saber se pode tomar um anti-inflamatório ou o que você pode fazer para amenizar essa dor. Não negligencie sua saúde, mamãe! Coloque a cabeça no lugar, tente descansar sempre que puder e, se for o caso, chore no banho. Bote tudo pra fora, mas lembre-se que toda mãe passa por isso. Não é fácil mesmo. Mas todas sobrevivem. E tem algo mais que você possa fazer para minimizar a situação? Tem sim! E prometo dar todas as dicas ainda esta semana!

Faça um Comentário

    Topo