terça-feira 02 de setembro de 2014

Mudança de rotina afeta o sono

Categoria(s): ,

Estou sem dormir há três noites. Essa vai ser mais uma. Mas a pena maior que tenho não é de mim, mas do filhote, que acorda chorando a madrugada inteeeeeeira. Dor? Não, não é choro de dor. Ele choraminga e cheguei a pensar que poderia ser finalmente o quinto dentinho dando o ar da graça. Que nada. É pior que isso.

Quando a gente pensa que o bebê só acorda de madrugada porque está com fome ou doente ou tem algum dentinho nascendo, aparecem – como num passe de mágica, assim do nada – outros motivos que afetam o sono dos pequenos. 

Mudança de rotina. Já ouviu falar nisso? Se você acompanha este blog há algum tempo, já ouviu, sim. Desde que nascem, os bebês precisam de rotina. Aquilo de hora para tomar banho, hora para comer, hora para brincar, hora pra tudo. Isso deixa a criança segura porque sabe o que vem depois. Desde recém-nascido? Pode acreditar que sim!

E depois de um ano? É o caso do meu filhote. Semana passada, com o ritmo de trabalho mais intensificado meu e do papai, precisamos deixar o filho à noite com parentes, que o colocaram para dormir. Sim, em um ambiente que ele já conhecia, com pessoas que ele já conhecia e nem foi para dormir a noite toda. Ao largarmos do trabalho, levamos o garoto para casa. Bastou. Ele não entendeu a mudança e, desde então, vem passando a madrugada chorando, querendo colo.

Pois é, eles acordam de madrugada. E os motivos são inúmeros! Essa noite vai ser em claro. Certeza! Mas ele já está aqui, no meu colo, com todo o direito de dormir agarradinho na mãe. E pode nem ser esse o motivo do choro? Pode, claro. Até porque na maioria das vezes a gente não tem certeza do que fez a criança acordar. Mas definitivamente a mudança de rotina afeta o sono. O do bebê e, inevitavelmente o seu.


Faça um Comentário

    Topo