segunda-feira 11 de agosto de 2014

A segurança que você passa

Categoria(s): ,

Meu filho acabou de fazer um ano. Eu sei que ele ainda é muito novinho, mas é impressionante como já percebemos tanta coisa de sua personalidade. É de cada criança aceitar bem ou não as novidades que lhes aparecem. Mas eu já começo a ver como ele é destemido. 

Essa semana começou na natação. Parênteses: depois a gente fala sobre isso. A atividade é importantíssima para respiração e circulação, sem contar que é um “seguro de vida”, já que sabendo nadar seu filho se livra de acidentes de afogamento em piscinas. Mas é preciso sempre orientação do pediatra, viu?

Mas, voltando ao assunto, ele já entrou na piscina com vontade. Não estranhou e adorou as atividades. Nesse ponto posso até arriscar dizer que puxou à mamãe. Eu sempre aceitei bem os desafios e me adapto fácil às mudanças. 

Mas não é uma questão apenas de personalidade. Eu sei que a minha presença e a do pai ali, segurando sua mãozinha em qualquer situação e sorrindo quando ele cai e nos olha como quem diz “é pra chorar?”, isso ajuda. São atitudes pequenas, mas  que passam segurança à criança. 

Sabe um brinquedo novo que ele não conhece e acha que pode ser perigoso? Se você sabe que não é, transmita essa segurança a ele. Sem forçar a barra e sem colocar o menino chorando no balanço. Mas vai lá, mostra como funciona, abre um sorriso e deixa ele adquirir confiança.

É tanta coisa que envolve a criação e o desenvolvendo da criança que a gente parece que vai enlouquecer, não é? Afe! Mas é assim mesmo. O importante é você, primeiramente, ter segurança do que você própria está fazendo. A gente erra e acerta todos os dias, mamãe. Mas em um ponto toda mãe – ou quase toda ela – se parece: nós buscamos o melhor para nossos filhos. Confie em você. E deixe ele confiar nele também.

Faça um Comentário

    Topo