quarta-feira 02 de julho de 2014

Você aguenta!

Categoria(s):

Antes de ter um filho eu não conseguia chegar de uma festa de madrugada, dormir pouco e estar firme e forte no dia seguinte. “Quando tiver filho, você se acostuma”, as pessoas diziam. “Passar a noite em claro e estar de pé de manhã logo cedo? Como me acostumar com isso? Impossível!”, eu pensava. 


Sim, você se acostuma. Depois que se torna mãe, consegue passar meses acordando a madrugada inteira e ainda estar de pé no dia seguinte, trabalhando, sem tomar nenhum energético. Não precisa. Mãe é energia pura. De onde a gente tira isso? Sei lá, só Deus sabe. Aliás, depois que você se torna mãe, descobre, além da disposição, uma força que você não sabe de onde tira, mas tem.

Você se descobre mais corajosa para lutar contra tudo e contra todos por seu filho e é capaz de levantar um carro se o dedo mindinho de sua cria estiver debaixo. E a disposição de fazer absolutamente tudo e de uma só vez é incrível! 


Mas nem sempre essa disposição está tão …”disposta” assim. Tem horas que você diz “Eu não aguento isso. Eu não consigo”. É possível que você acorde de madrugada, pela enésina vez, e – depois de dar o leitinho a seu filho, passar uns minutos caminhando, morta de sono, com o bebê no braço até ele pegar no sono – você se pegue chorado. Chorando e dizendo “Eu não aguento isso”. Mas aguenta. E sabe por que aguenta? Porque você é mãe. E as mães aguentam tudo. Aguentam, inclusive, sorrir no dia seguinte e trabalhar com um ótimo humor, sem que ninguém perceba que por dentro está moída. Sem que ninguém enxergue suas olheiras do tamanho de uma melancia e seu cansaço exaustivo.

E quando o filho adoece? Você fica preocupada, não descansa a cabeça e, por ele acordar à noite tossindo ou chorando de dor, você não dorme também. Não dorme nada! E no dia seguinte, firme e forte no trabalho, com as melancias nos olhos e sorrindo.

Mas vai passar. Passa para todo mundo. Está certo que as preocupações não acabam. Todas as mães dizem que elas só mudam de situação. Cada fase do filho traz momentos maravilhosos mas também problemas e preocupações. Faz parte. E você vai aguentar. Sabe por que? Porque você é mãe.

Faça um Comentário

    Topo