terça-feira 15 de Abril de 2014

Passa rápido?

Categoria(s): ,

Se você está grávida ou tem um bebezinho, certamente já escutou alguém lhe dizer “Aproveite, porque passa rápido!”. Eu lembro quando meu filho era recém-nascido e as pessoas com bebês de oito, nove meses, diziam isso. Hoje meu filho tem entre oito e nove meses e, quando olho para trás, percebo que já passou aquela fase em que era um ser indefeso que mal sabia se mover.

Passa rápido sim. Mas, na real, os primeiros dias, não. Os primeiros dias são uma eternidade. Cada madrugada tem pelo menos umas 54 horas. Cada cochilada sua parece ter passado um ano. Os primeiros dias não passam depressa não. É até um desaforo uma mãe lhe dizer isso. São dias muito difíceis. Mas você fecha os olhos e faz aquele mantra “vai passar, vai passar, vai passar”. Um dia isso acaba mesmo, e daí começa a passar rápido. Mesmo.

Quando você se dá conta, seu bebê já reconhece as pessoas, já pega tudo o que vê pela frente, já entende a brincadeira do “Cadê mamãe? Achou!”, já gargalha com uma mordidonha na costela, já mostra o que não quer, cheio de vontade própria, já tem preferência por certos alimentos. Quando você se dá conta, não tem mais aquele bebezinho miúdo que ficava quietinho no seu colo, só observando as coisas a sua volta.

Mas o crescimento também é uma delícia. Acompanhar o desenvolvimento de seu filho, as descobertas que ele faz, tudo isso é gratificante. Eu já tenho saudade daquele recém-nascido que mal abria os olhinhos para mamar, e mamava com uma voracidade de quem só tinha aquilo para fazer, mas também tenho curtido muito cada nova fase. Eu não vou mentir dizendo que “eu preferia os primeiros dias porque hoje ele já começa a engatinhar e dá muito trabalho”. Os primeiros dias – temos que admitir – são ainda mais trabalhosos. Quando ele vai crescendo, vai ficando cada vez mais gostoso.

Dá trabalho? Sim, mas como vai dar a vida toda. Como mãe de um bebê que está com seus oito, nove meses, eu digo: “curta seu bebezinho, porque passa rápido, sim. E, por incrível que pareça – acredite – você vai sentir saudade daquele miúdo que cabia fácil em seus braços!

Faça um Comentário

    Topo