quinta-feira 13 de fevereiro de 2014

As reações das vacinas

Categoria(s): ,

Febre, dor, edema no local e cólicas são as primeiras reações provocadas pelas vacinas. Isso pode ser confundido com outras doenças? Pode, se a mamãe não for atenta. Há diferenças grandes e é preciso observar seu bebê.

Normalmente as reações ocorrem no local da aplicação, o que não é muito difícil de se perceber. Quando o bebê tem febre, ela dura menos de 48 horas e é baixa, nada acima de 39° C. No caso da vacina contra o rotavírus (que é bem chatinha porque pode provocar diarreias fortes e desidratação), a criança ainda pode apresentar sintomas neurológicos, como convulsão, principalmente no caso da vacina contra a coqueluche.

Apesar de todas essas alterações não durarem, em geral, mais de dois dias, há exceções. A BCG, contra a tuberculose, por exemplo, provoca reação local entre 15 e 30 dias depois de aplicada. Primeiro é formado um edema ou vermelhidão no local, depois deve-se formar um pus e uma crosta na área. Pediatras dizem que essas reações significam que a vacina foi mesmo eficaz. E não precisa passar pomadinha nenhuma, basta lavar a região com água e sabão neutro. 

No mais, é dar colo mesmo – e analgésico, quando recomendado pelo médico – porque não tem muito o que fazer mesmo não. E observar. Verificar se a criança está deixando de se alimentar ou está muito quieta, sem muitas reações. Se isso ocorrer ou a febre se prolongar além das 48 horas, aí sim pode ser outro problema ou outra doencinha. E o que você deve fazer? Isso você já sabe de cor e salteado: procurar o pediatra. Não conseguindo contato com o médico do seu filho, leve-o na emergência. Custa nada.

Faça um Comentário

    Topo