segunda-feira 06 de janeiro de 2014

Sem sua presença

Categoria(s): , , , ,

“Você já está acostumando o seu filho a dormir sem você?”. Escutei essa pergunta de uma amiga e pensei “Meu Deus, não!”. Eu realmente nem tinha pensado nisso. Mas é uma das providências que algumas mães precisam tomar quando está se aproximando do fim de sua licença maternidade. Ainda mais se o horário de seu retorno para casa passa da hora de seu bebê dormir.

A volta ao trabalho não exige da nova mamãe apenas saber lidar com o emocional para se distanciar de seu pequeno. Exige mais: a adaptação dele. E isso envolve um planejamento que vai desde a decisão de quem vai ficar cuidando da criança até como ela vai se alimentar, é o caso se seu filho apenas mama. 

Em relação aos cuidados do bebê, você pode arrumar uma babá ou deixar em um hotelzinho (como são chamados os berçários) ou ainda deixar com alguém da família. E o que é melhor? Depende. Depende de cada situação e das condições dos papais. As diferenças entre a babá e um hotelzinho eu vou falar mais detalhadamente em outro texto. Vamos falar aqui de planejamento e adaptação.

Seu filho já pega mamadeira? Hoje existem diversos tipos de bicos apropriados para não prejudicar a arcada dentária da criança e também fazer como que ela não rejeite o peito. Existem também mamadeiras com colher e copinhos. Mas de alguma maneira seu filho precisa aprender a se alimentar sem sua presença. E não deixe para pensar nisso na semana que vai voltar ao trabalho. 

É doloroso, digo logo. Quando o menino só quer saber de peito, demora e chora muito para aceitar outra forma de se alimentar. Quando a licença maternidade é curta, de quatro meses (às vezes cinco, juntando com férias), alguns pediatras recomendam a introdução de suquinhos já no quarto mês, para a criança já ir se adaptando. No quinto mês, o bebê já pode estar comendo as papinhas salgadas (mas nada por conta própria, heim? É preciso ter a orientação do pediatra). 

Dessa maneira, o coração da mãe fica um pouco mais aliviado, porque com fome o bebê não vai ficar. Mas se você é quem dá o banho da noite e coloca seu filho para dormir, e seu horário de trabalho não te permitirá mais fazer isso, vá acostumando de outra maneira. A ajuda do pai – ou de uma babá ou outra pessoa da família – é muito importante nessa hora. Passe um tempo fazendo essa adaptação. Deixe outra pessoa dar o banho, dar o leitinho e colocar o bebê para dormir, sem sua ajuda. Pode ser que no início seu coração fique apertado porque ele vai chorar, acostumado com o colinho da mãe, mas passa. Feche os olhos e pense “É para o bem dele”. Isso ajuda.

Sim, ninguém está dizendo que é fácil, mas não deixe sua licença maternidade terminar para você pensar em como vai ser essa separação. Planeje tudo antes. Se possível passe o último mês como se já tivesse retornado ao trabalho, inclusive se ausentando por alguns minutos de vez em quando para você própria se acostumar com a falta que ele faz. Assim, quando essa hora chegar, você vai poder trabalhar tranquila sabendo que seu filho sabe sim se virar sem você. Eu disse tranquila? Não. Dizem que nesses primeiros dias de trabalho você sente vontade de chorar de saudade. Mas passa também. O importante é seu filho estar bem, em boas mãos e alimentado. A sua saudade você administra.

Faça um Comentário

    Topo