sexta-feira 24 de Janeiro de 2014

O perigo do bebê conforto

Categoria(s): ,

Calma, não precisa se desfazer desse objeto tão útil e necessário na vida de toda mãe. O bebê conforto, aquela cestinha que a gente usa para tranportar o bebê no carro – e que muitos podem ser acoplados no carrinho do bebê – são fundamentais, sim, por vários motivos, mas também podem representar um perigo se não forem usados de maneira correta. 

Para começar, uma pergunta: você coloca o cinto no seu filho mesmo quando ele está em casa, no bebê conforto? O que acontece é que muitos pais subestimam os movimentos da criança. “Ele é muito novinho, mal sabe se mexer ou se levantar”, dizem. Ok, mas seu filhote está sempre se desenvolvento e, em algum momento – pode apostar – ele vai saber se levantar. E quando isso acontecer, pode ser tarde demais. Ele dá um impulso para frente, você não o alcança a tempo e o acidente é certo. Confie não: coloque o cinto. E isso vale também para qualquer cadeirinha ou carinho.

 

De acordo com uma pesquisa publicada pela revista Pediatrics, da Sociedade Americana de Pediatria, pelo menos 9 mil crianças por ano, nos Estados Unidos, sofrem acidentes relacionados ao bebê conforto. Fui alertada sobre o uso do cinto quando meu filho ainda era muito novinho, mas já se movimentava muito enquanto deitadinho. Não há um único minuto em que eu me ausente, para pegar o

controle remoto da televisão no sofá, por exemplo, que eu deixe meu pequeno solto no bebê conforto. Eles são rápidos e espertos. 

Dentro do carro, mesma coisa. E, lógico, estamos agora falando de algo muito mais grave. Não ande dois metros de carro sem atar o cinto não apenas no corpo do seu filho, mas o próprio cinto do carro que é preso no equipamento. Aqui, o acidente pode ser mais grave.

Outra dica importante: bebê conforto é sempre no chão. A não ser que você esteja em um restaurante e vá colocar o equipamento numa cadeira de maneira que fique com segurança e você, ou alguém responsável, esteja ao lado, prefira o chão. Chegou na casa de um parente ou amigo? Não tem porque colocar a cadeirinha em cima do sofá ou do centro da sala. O menino se mexe, o bebê conforto cai. Pediatras lembram que acidentes desse tipo podem provocar desde um pequeno galo na cabeça a uma fratura grave com hemorragia interna.

Exagero? É não. Pela pesquisa norte-americana, em mais de 60% dos casos o susto com o bebê conforto acontece dentro da própria casa da família. Então, lembre-se: cinto sempre, mesmo dentro de casa, e cadeirinha no chão. Todo cuidado é pouco com esses pequenos danados, que nos surpreendem a cada dia.

1 comentário

  • E chamo a atenção para o uso do bebê-conforto também quando carregado pela alça, em caminhada pela rua, como se fosse uma cesta de super mercado. Esta alça é móvel, e tem dois botões que fixam ela em 90º, para que então possa ser usada com segurança para a finalidade acima mencionada. Acontece que se você esquecer de fixar esta alça, e sair carregando a criança somente com uma mão segurando nesta

Faça um Comentário

    Topo