quarta-feira 08 de Janeiro de 2014

Leite bom é leite de peito

Categoria(s): ,

Enquanto o bebê está dento da barriga da mamãe, o organismo dela se encarrega de dar forma e vida àquele novo ser. Depois que ele nasce, cabe à mãe continuar a dar o que ele precisa. E para evitar doenças e distúrbios e garantir que ele cresça forte saudável, nada mais apropriado que uma alimentação correta. E se for leite materno, melhor ainda.

De acordo com pediatras e nutricionistas, não existe alimento melhor que o leite do peito. Nele estão todas as substâncias essenciais para o seu crescimento. Mas você sabia que o leite materno não tem sempre a mesma composição? Pois é, ele vai se adaptando à medida em que o bebê vai crescendo, por isso ele é essencial. 

Quando o bebê nasce, ele se alimenta do colostro, já ouviu falar? É um líquido mais amarelado e denso, também chamado de “primeiro leite”. O colostro é rico em proteínas e sais minerais, importantes para os primeiros dias de vida, além de fornecer anticorpos para a defesa de possível agressão de germes e vírus. 

Isso dura três ou quatro dias. Depois o leite torna-se mais claro e cremoso. Esse é chamado de leite de transição, que serve para que o bebê vá se acostumando com o leite definitivo que vem em seguida. Durante o crescimento do bebê, o leite vai reduzindo as proteínas e aumentado os açucares, que são indispensáveis para o crescimento dos tecidos cerebrais, e de gordura que se transformam em energia. 

Depois de dez dias, aí sim o leite materno se transforma no leite perfeito, mais fluido e mais doce. Nessa fase, algumas mães pensam que seu leite ficou fraco, mas que nada, é coisa da sábia natureza. Esse novo leitinho tem tudo o que seu filho precisa e da maneira mais equilibrada.

Mas de que é feito o leite materno?

O leitinho do peito tem pelo menos 87% de água. Por isso não é preciso oferecer água ao bebê quando muito novinho. Isso já garante o equilíbrio hídrico do organismo do bebê. Além da água, o leite materno é uma ótima fonte de energia, já que fornece cerca de 700 calorias por litro. Ainda existem substâncias nutritivas como as proteínas (importantes para o crescimento de células e tecidos), os açucares (a lactose é responsável pelo desenvolvimento do cérebro humano, pela proteção contra germes e vírus, e pela absorção do cálcio fundamental para o crescimento ósseo da criança), as gorduras (que servem para o desenvolvimento das células do sistema nervoso), e as vitaminas e sais minerais.

E quando a mãe não pode dar o leite materno? O ideal é que a mãe não pare de amamentar. Mas se existe uma impossibilidade, não se preocupe. Já existem meios de garantir saúde a seu filho. Fica para o texto de amanhã. 

Enviado via iPhone

1 comentário

Faça um Comentário

    Topo