sexta-feira 13 de setembro de 2013

Quebre as regras

Categoria(s): ,

 

Calma aí. O título desta postagem não sugere que você esqueça tudo o que leu nos livros ou ignore o que as mães mais experientes te falaram. É sempre interessante proceder como manda o figurino, ou seja, deixar o bebê dormir sozinho, sem ninar, dar leite materno exclusivamente, não passear com a criança até os seis meses de idade e, claro, nada de chupeta. Mas, na boa, tem horas que não dá para ser tão rigoroso.

 

 

 

Hoje meu filho, definitivamente, não quer sair do braço. Não é fome, não está sujo, não sente dor. Só quer colo. Pode ser o dia mais frio hoje, quer sentir o calor do corpo da mãe. Já pegou no sono aqui no meu braço umas cinco vezes e eu tentei, em todas elas, colocá-lo no berço ou no bebê conforto. Tem jeito não, chora. Aí você relaxa e coloca no colo, fazer o quê! O máximo que consegui negociar foi ficar do meu ladinho, mas agarrando minha mão.

 

 

 

Pois é, tem dias em que as regras serão quebradas mesmo. Lembro que uma amiga havia me falado: “Quando você tem um filho, quer fazer tudo certinho. A gente sabe que o ideal é não balançar o bebê quando o estamos colocando para dormir, mas quando seu filho está ali chorando em seu ouvido e você sabe que só balançando vai acalmá-lo, paciência, as teorias vão por água abaixo”.

 

Fato. Você ainda tem a opção de ser perseverante e lutar até o fim para seguir às “normas” recomendadas. Mas saiba que não será a única se não conseguir fazer isso sempre. E não pense que seu filho vai se acostumar errado e só vai querer dormir no braço dali por diante só porque você, uma vez perdida, fugiu da rotina. Não é o ideal mesmo, está certo. Mas, muitas vezes a realidade está distante das teorias. Todos os dias meu filhote cochila no bebê conforto durante o dia. Mas hoje quer ficar no braço. E hoje, me desculpem, mas vai ter braço sim!

Faça um Comentário

    Topo